Lembro-os que a Advogada do Sindicato, na última reunião com os trabalhadores, na CTB, nos disse que Demissão em Massa, como a carnificina na Fábrica de Munição da Marinha, só poderia ter acontecido com anuência do SINDIMETAL RIO. Por isso o Blog pede que todos os demitidos na FAJ entrem com Ações de Reintegração e denunciem a Marinha, os Militares que o perseguiu e a Administração Pública da Estatal.

Esses são pequenos vídeos enviados a mim via whatsApp. Suas mensagens são dignas de serem compartilhadas.

Leiam sobre a importância do Projeto de Lei 1.128/2011 de autoria do Deputado Federal Chico Alencar/Luciana Genro.
    Trabalhadores, peço que enviem e-mail ao Deputado. Tenho feito ele conhecer nossa luta através do facebook, mas Políticos se movem através de números e votos. Se grande parte dos leitores, sejam trabalhadores e/ou familiares, enviarem mensagem a ele, positivamente, solicitando uma audiência, talvez ele nos receba.
 

    Façamos a nossa parte clicando ou copiando o endereço eletrônico abaixo e enviem uma mensagem solicitando essa audiência com os trabalhadores:  dep.chicoalencar@camara.leg.br.

Como o Blog, demais trabalhadores de luta vêm avisando: "o prazo da sentença está caducando".

Sindimetal convoca os que não entraram com suas ações inviduais. Cliquem e leiam.

    Aos Cipeiros que afirmam terem sido reduzido o número de membros da CIPA/AMRJ para a próxima Eleição, 

PEGUEM A ATA DA REUNIÃO EM CUJO ASSUNTO FOI REGISTRADO E LEVEM AO JURÍDICO DO SINDIMETAL RIO.
LEMBREM-SE O QUE A ADVOGADA DO SINDIMETAL NOS DISSE, NA REUNIÃO NO AUDITÓRIO DOS CORREIOS: "A ADMINISTRAÇÃO DA ESTATAL NÃO PODE FAZER DEMISSÃO EM MASSA SEM ANTES COMUNICAR AO SINDICATO". 

É importante que os Trabalhadores da Sede, FAJ e os ameaçados de serem demitidos pela Estatal da Marinha leiam isso (cliquem).


Por favor, assistam a esse vídeo. 
Reflitam na mensagem trazida nele. 



Os Empregados de qualquer Empresa são partes do Patrimônio Ativo dessa Empresa.
SITE DO SINDIMETAL DENÚNCIA A CARNIFICINA NA FAJCMC.
O texto abaixo foi enviado pelo Whatsapp a mim.
Trata-se de uma profunda reflexão sobre como Militares, uma Instituição secular e Militares Administradores da Estatal da Marinha afrontam o entendimento do STF na RE 589.998 e Mandado de Reintegração Judicial. Trata-se de afrontar diretamente,  trata-se de Militares, exercendo função de agentes públicos, rasgando à Constituição Federal do Brasil, no artigo 5o, inciso XXXVI, e desafiando a Corte Suprema do País no entendimento presente no Acórdão da RE 589.998.

    Quando Militares descumpriram a Carta Magna, desencadeou o inferno, em 1o de Abril de 1964 (foi o golpe na democracia e a instituição do ato institucional No 5 "AI5".

    Urge, o respeito da Estatal da Marinha do Brasil às Leis Civis e à Constituição Federal. 

    Urge, os representantes do povo no governo, ousar usar o dispositivo presente no artigo 49, inciso X, da CF/88, para travar esse vício de demitir civis concursados, essa anomalias presente nessa Estatal da Marinha do Brasil:




[15/9 0] FAJ: A única forma de atingirmos, vc conhece também,  são:  As denúncias aos MP's fundamentadas em provas.... E, ao mesmo tempo, expor essas denúncias à mídia de forma que exponha o Governo... E, na medida do possível, acionar os militares individualmente nessas denúncias aos MP's.... uma vez que o governo na crise atual,  além de tentar resolver as crises econômicas e financeiras, está em busca do aumento de popularidade.


[15/9 0] FAJ: Essa carnificina fascista é um prato cheio, se for bem explorada.


[15/9 0] FAJ: O que estou tentando entender é que,  entre os mais de 80 que foram demitidos, têm 2 que tinham retornado a mando da justiça.



[15/9 0] FAJ: Até que ponto as atitudes da tirania emgepron atropela a CF/88 e às decisões judiciais como se as mesmas fossem papéis higiênicos que, após serem usadas, são jogadas no lixo?


[15/9 0] FAJ: Ou seja, o desrespeito e a prepotência não é somente com os empregados públicos da emgepron,  mas também com os magistrados (Juizes) que são tratados como bostas e suas decisões judiciais ignoradas como se fossem um nada.
Outro Jornal secular que publicou a notícia, mas não denunciou a covardia.
Em 2011 e 2013 houve outras demissões em massa, mas não foi noticiado na mídia, fora o Blog.

Postagens mais visitadas deste blog

Recado da Doutora Regina aos trabalhadores e ex-trabalhadores.

Trabalhadores da Estatal sofrem novas demissões em massa hoje.

Demissões na Estatal Emgepron em junho de 2018.