Entenda a realidade na Emgepron.

Entenda a realidade na Emgepron.
Observem: Nesse Blog não há intenção de denegrir ninguém. A ideia é tornar pública as injustiças e estimular a luta por justiça. As referências feitas a pessoas são meramente por situações ocasionais e contextuais que ajudam ou, muitas das vezes, dificultam essa tão sonhada justiça, situações típicas de "ligar o milagre ao santo" que o praticou. O Blog se destina a crônicas, opiniões, desabafos e comemorações sobre a vitória dos Trabalhadores sobre a Injustiça.

DOCUMENTO PUBLICADO EM 23 DE AGOSTO DE 2014.

DOCUMENTO PUBLICADO EM 23 DE AGOSTO DE 2014.
DOCUMENTO DO 1° DN À PROCURADORA ISABELA TERZI DO MPT/ADMINISTRAÇÃO DA ESTATAL CONTRATOU O ADVOGADO DE 1 MILHÃO QUINHENTOS E QUARENTA E OITO MIL REAIS PARA ANULAR A SENTENÇA TRANSITADA EM JULGADO.

domingo, 13 de setembro de 2015

Aos Trabalhadores da Fábrica de Munição da Marinha "FAJ", Arsenal "AMRJ", Sede da Estatal da Marinha "Emgepron", e outras Organizações Militares da Marinha, em que houver Trabalhadores Públicos da Estatal: DIA 19 de Outubro, a Estatal estará frente á uma Fiscal do cumprimento da Lei. Se há uma hora de gritar por justiça, a hora é exatamente essa, mas não deixem de exigir a intervenção do Sindicato junto ao Governo, ao Ministro da Defesa, ao próprio Ministério Público.

Jornal O Globo denuncia as demissões na Fábrica de Munição da Marinhaa "FAJ"http://oglobo.globo.com/brasil/marinha-demite-cerca-de-cem-funcionarios-concursados-da-fabrica-de-municoes

    (Obs.: a complacência dos meios de comunicação com o achaque ao direito, à legalidade, ao respeito à instituição do concurso público previsto na CF/88 é aceita com uma parcialidade incrível).

    Se os Trabalhadores querem justiça, não esperem a imprensa secular exigir Justiça à Marinha, isso é uma Utopia que sempre recusei aceitá-la. Denunciei expondo nossa situação à esses meios de comunicação secular, mas nunca acreditei piamente neles. A verdadeira dona da Estatal Emgepron é a Marinha do Brasil. A Imprensa parcial e antagônica ao Direito, à Justiça, quando o caso é Trabalhadores, compactua com os poderes, até que seja conveniente a ela, compactua com o capital.

Se quiserem Justiça terão de ir buscá-la.


Deputado Chico Alencar e ex-Deputada Luciana Genro, em respeito ao Projeto de Lei 1.128/2011, em respeito ao...
Posted by Metalúrgicos da Emgepron on Domingo, 13 de setembro de 2015


    O Blog foi avisado de outra Demissão em Massa, dessa vez na Fábrica de Munição da Marinha do Brasil, a FAJCMC, em Campo Grande, RJ:


               


Época, Época NEGÓCIOS, Época São Paulo, Evaldo José - CBN, G1 - O Portal de Notícias da Globo, Rede Globo, O Globo,...
Posted by Metalúrgicos da Emgepron on Segunda, 14 de setembro de 2015




Aos trabalhadores da Fábrica de Munição da Marinha do Brasil - FAJ, o diretor sindical, Jonas, foi avisado dessas demissões. 
    Embora confirmada as demissões de companheiros da FAJ, é preciso que os trabalhadores compareçam imediatamente ao Sindimetal Rio e procure o Jonas.

    Jonas disse que amanhã, segunda-feira, 14/9, levará a denúncia dos trabalhadores ao Jurídico do Sindicato.

    Outra coisa é, se houve desrespeito à Princípios previsto na CF/88, art. 37, caput, e ao Acórdão do Pleno do STF, na RE 589.998, denunciar o ATO Demissional ao MPT.

    No dia 19 de Outubro, a Administração da Estatal estará diante da Procuradora Isabela Terzi, será um dia em que os Trabalhadores que estão tendo direitos constitucionais negados fazerem grandes ATOS de PROTESTOS visando chamar a atenção da Procuradora as denúncias feitas por mim a ela (para ver qual o número do Inquérito Civil que a Estatal responde perante o MPT, basta clicar em tags com o nome da procuradora Terzi).


.

Ricardo Boechat, Band, Ministro Jaques Wagner, Estatal da Marinha demite Empregados:
Posted by Alexandre Ferreira on Domingo, 13 de setembro de 2015

Alô, Sindimetal Rio, até uma Imprensa Secular comunica ao público a carnificina na Fábrica de Munição da Marinha "FAJ" e não vejo vocês soltarem uma nota sobre o tema:
Posted by Alexandre Ferreira on Segunda, 14 de setembro de 2015

9 comentários:

  1. Realmente varios funcionários públicos da FAJ forarm demitidos por telegrama sexta....vamos ao MPT denunciar pra não acontecer com mais nenhum companheiros ....estamos juntos nesse barco...eu fui um e o outro pode ser vc.......

    ResponderExcluir
  2. Essa noticia já saiu até no globo de hoje - 14/setembro

    ResponderExcluir
  3. Estou indignada com essa diretoria da emgepron! Em fazer essa ruindade justamente agora nesse momento de crise! Isso para mim é um ato extremante cruel e covarde!

    Está na hora dos nossos governantes verem isso e tentar mudar a situação!

    Ass: Aparecida

    ResponderExcluir
  4. http://www.naval.com.br/blog/2015/09/18/nota-do-1o-dn-em-resposta-a-texto-sobre-direito-de-reintegracao-de-funcionarios-da-fabrica-de-municoes-da-marinha/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fornece o PDF ou documento relativo à essa nota do Primeiro Distrito Naval no site. Sem documento probatório do Próprio Órgão, a coisa continua como demissões arbitrárias. Quanto às legislações em vigor e às jurisprudências, a Estatal recebeu por força de decisão judicial dezenas de ordens de reintegração baseadas na decisão do STF, recurso extraordinário 589.998, que, a princípio, modificam as "legislações" favoráveis à Estatal da Marinha.

      Companheiros, se tiverem quaisquer provas e testemunhas de que foram vítimas de perseguição que culminou com essa demissão, seja da parte de civis ou militares, denunciem ao MPT.

      Excluir
    2. Alexandre mas esse site é dos fuzileiros navais? Primeiro um advogado Rafael Laginha escreveu o telefone, aí li lá que ele é militar. Agora li lá que o comandante do primeiro distrito disse que houve motivação para para minha demissão e onde eu posso dormir com uma barulho desse?

      Excluir
    3. Não se trata de um site oficial ligado à corporação de fuzileiros Navais, uma vez que não está hospedado no domínio gov.com.br.

      Mas enviei esse E-mail cujo print está nessa postagem acima:

      http://3.bp.blogspot.com/-bBfTY2i-wv8/Vf7uHHiFjpI/AAAAAAAAQXg/z3u-BdXAu7A/s1600/Screenshot_2015-09-20-14-31-36.jpg.

      Excluir

Quando um homem perde a fé em algo, ele perde a motivação de lutar por esse algo.

Devida situação atípica, os Comentários estão abertos.