Novo Andamento na Ação Rescisória, hoje, 14/7 /DESPACHO DA DESEMBARGADORA SAYONARÁ GRILLO, ONTEM, DIA 13/7 / Resposta da Giovanna, Chefe do RH, a Solicitação de Informação á Controladoria Geral da União "CGU".

   Companheiros, mantenham-se de olhos bem abertos e pressionem o Sindicato. Os Interesses negativos nessa causa são maiores que possamos imaginar: há muito dinheiro em jogo, mas não nas mãos dos Empregados da Estatal.


Novo andamento no Processo, hoje, dia 14/7: A União, que pediu para ser apenas "assistente", na Ação Rescisória, para não figurar como "autora" junto à Administração da Estatal, pediu à Desembargadora Sayonará Grillo que dê a Liminar ao Drº Medina "o advogado contratado por UM MILHÃO QUINHENTOS E QUARENTA E OITO MIL REAIS" contra os Trabalhadores da Estatal.

Acima, novo andamento na Ação Rescisória: União pede à Desembargadora "liminar (tutela antecipada)" contra os Trabalhadores.

É a força  governamental, a qual tenho dito aqui, contra os Empregados da Estatal.


Aos Engenheiros: Ministério Público intimou o SENGE, Sindicato dos Engenheiros, ao Inquérito Civil 001845.2010.01.000/2.

Solicitação de Informação ao site do Governo e-SIC.
   Abaixo, a Resposta da Giovanna, Chefe do RH, Sede da Estatal (como a resposta carece de documentos oficiais probatórios, fiz recursos à CGU).

Abaixo: Recursos à CGU, baseando-me no Decreto-Lei que instituiu o Acesso à Informação:
Companheiros, nada disso seria necessário se a Administração da Estatal não discriminasse os Empregados Concursados as Vagas de Nível Fundamental, se houvesse acesso direto a ela em reuniões pessoais... Para que devo usar um sistema intermediário, se a pergunta está em algo previsto, claro, sucinto, presentes no Decreto-Lei 98.160/89, art. 11, inciso IV, art. 15, inciso III, art. 33, caput e inciso IV?
   Esse humilde trabalhador não confia na Justiça (instituição), por isso pede que os Empregados da Estatal se posicionem junto ao Sindicato.

   Os Trabalhadores precisam estar atentos, precisam exigir e cobrar. Independentemente de crer na Instituição Sindical ou não, esse é um momento em que o Advogado de UM MILHÃO E MEIO DE REAIS quer a virada de mesa; ficar na defensiva não vai adiantar: 

   A Desembargadora acha que os "novos" documentos levados pela "autora=Administração da Estatal" 'embasam' a Tutela antecipada, mesmo o MPT dizendo o contrário, dizendo que o argumento não é típico de Ação Rescisória.


   Os Desembargadores e Juízes são homens que temem por seus postos, promoções e carreiras, os homens que precisam de justiça não possuem esses mesmos temores.

Postagens mais visitadas deste blog

Recado da Doutora Regina aos trabalhadores e ex-trabalhadores.

Trabalhadores da Estatal sofrem novas demissões em massa hoje.

Demissões na Estatal Emgepron em junho de 2018.