A farsa jurídica da Dotação Orçamentária, Reunião no Sindicato.



No vídeo, a pureza da ação sem interesse escuso da ambição.

REUNIÃO NO SINDICATO, QUARTA-FEIRA, DIA 24/02, ÀS 14 HORAS, NA RUA ANA NERI, Nº 152, BENFICA.
Trabalhadores de Grupo no WhatsApp convidam os Trabalhadores para Reunião próximo ao Museu do Amanhã, dia 26/2, sexta-feira. (Vejam o Convite).

QUANDO A JUSTIÇA SE POSICIONA
 AO LADO DOS FORTES E PODEROSOS CONTRA OS DIREITOS DOS FRACOS QUE SÃO OPRIMIDOS POR ELES:
Constitição Federal de 1988, Art. 169: (...).

§ 1º (...)

I - (...)


II - se houver autorização específica na lei de diretrizes orçamentárias, ressalvadas as
empresas públicas e as sociedades de economia mista.

O que faz com que um Juiz desembainhe a espada da justiça contra o inocente e absolva o culpado? Dar sentença contrária ao texto da própria lei: Texto da Sentença?

Desconhecimento da Ressalva presente na Constituição Federal de 1988, no artigo 169, é indesculpável, pois fere o direito, mata a própria lei constitucional.

Mas, o que fazer quando um Juiz ignora a Constituição Federal? Sim, ele deve ser denunciado ao Conselho Nacional de Justiça.

Desde que iniciei esse Blog tenho disponibilizado os balanços patrimoniais da Estatal, e não vi um que a Estatal tenha declarado estar em dificuldades financeiras ou que tenha declarado ter tido prejuízo. 

A Estatal tem declarado à CGU lucros, sucessivos, em Milhões de Reais (leiam essa postagem). É verdade que ela sempre declara a grande dificuldade de receber os valores do contrato com o Arsenal de Marinha do Brasil, mas sempre declarou estar "em boa situação financeira". Se a Marinha do Brasil é uma devedora, há os tribunais para forçá-la a pagar suas dívidas, ou a Administração dessa Estatal só sabe usar o judiciário para lutar contra os direitos dos trabalhadores da Estatal?  Agora, se a Estatal , no Relatório da Gestão do ano 2015, apresentar um balanço negativo das contas dela, deve se inquirir se ela tem pagado as despesas de alguma OMPS-I militar? A União é responsável pela Marinha, não a Estatal.

    Leiam à Página 63, do Relatório dela Enviado à CGU e vejam que a Administração da Estatal declarou, em 2013, estar boa liquidez devido ao valor de R$ 98.100.000,00 (noventa e oito milhões e cem mil reais), em caixa, aplicados no Banco do Brasil (BB) e na Caixa Econômica Federal (CEF).: https://contas.tcu.gov.br/econtrole.

Em 2014, declarou aquele Órgão estar em boa situação financeira devidos ao seu Capital de Giro depositados nos bancos BB e CEF no valor R$ 65 milhões de Reais.

    Não somos Contatadores, mas seus Advogado podem ter bons contadores que avaliem essas aplicações e discerniam se são informações que podem ser levadas diante de Juízes e Desembargadores ou não.  A mim, cabe informá-los.

A Justiça pode não ser cega e ela "enxerga" bem quem ela absolve, mas nós estamos com os olhos bem abertos.

DIRETORIA DE CONTAS DA MARINHA: RELATÓRIO DE AUDITORIA DE GESTÃO Nº 06/2012 (NA EMGEPRON).


Dos tempos antigos ao atual, humanos espoliam outros humanos.


Postagens mais visitadas deste blog

Recado da Doutora Regina aos trabalhadores e ex-trabalhadores.

Trabalhadores da Estatal sofrem novas demissões em massa hoje.

Demissões na Estatal Emgepron em junho de 2018.