Entenda a realidade na Emgepron.

Entenda a realidade na Emgepron.
Observem: Nesse Blog não há intenção de denegrir ninguém. A ideia é tornar pública as injustiças e estimular a luta por justiça. As referências feitas a pessoas são meramente por situações ocasionais e contextuais que ajudam ou, muitas das vezes, dificultam essa tão sonhada justiça, situações típicas de "ligar o milagre ao santo" que o praticou. O Blog se destina a crônicas, opiniões, desabafos e comemorações sobre a vitória dos Trabalhadores sobre a Injustiça.

DOCUMENTO PUBLICADO EM 23 DE AGOSTO DE 2014.

DOCUMENTO PUBLICADO EM 23 DE AGOSTO DE 2014.
DOCUMENTO DO 1° DN À PROCURADORA ISABELA TERZI DO MPT/ADMINISTRAÇÃO DA ESTATAL CONTRATOU O ADVOGADO DE 1 MILHÃO QUINHENTOS E QUARENTA E OITO MIL REAIS PARA ANULAR A SENTENÇA TRANSITADA EM JULGADO.

sábado, 14 de fevereiro de 2015

O que não daria, Companheiros, seria estar naquela reunião, na impossibilidade de se discutir essa equiparação salarial tão sonhada pelos Empregados da Estatal, vendo o que já vem sendo feito na CTMSP e AMAZUL e não pedir o mesmo tratamento.

    Não havia ali, na Reunião com o Almirante Mário, meios de se chegar a exigência de um Piso Salarial equiparado ao da CCT/SINAVAL. Os Trabalhadores, que usarem o bom senso, hão de convir comigo nisso pelas razões que apresentarei nessa postagem; isso (equiparação salarial), de fato, estará nas mãos dos 82 juízes das Varas de Trabalho que irão julgar os processos individuais, conforme já iniciado pelo Sindimetal Rio, e, acima desses processos individuais, os quais são ramos da árvore que é Processo Principal, 0168800.03.2005.5.01.0021, já transitado em Julgado que garantiu a Representatividade Sindical ao Empregados da Estatal, está a luta da Estatal na busca da Anulação dessa mesma sentença em 2009. "Subestimar essa Ação Rescisória será um erro de qualquer Advogado". Minha indagação é pertinente: Havendo a anulação de sentença devido a Ação Rescisória, o que acontecerá com as nossas ações individuais? (Leia mais aqui)

   Antes de entrarmos na Sala de Reunião do Gabinete do Diretor do AMRJ, prevemos esse cenário jurídico e a complexidade que é a relação contratual "Emgepron e AMRJ", a Ação Rescisória e as Ações Individuais; nos lembramos que ninguém, por mais rico que possa ser, em sã consciência, despejaria mais de 1 Milhão e Meio de Reais para que um Advogado volte de Mãos Vazias; colocamos em mente que, quanto ao assunto Equiparação Salarial e Direito À CCT estão em uma Ação Rescisória da Sentença que deu a Representatividade ao Sindimetal Rio, somada a  ordem clara da Juíza Gláucia ao Sindimetal Rio que é "se alguém quiser direito ao valores dessa CCT/SINAVAL terá que pedir isso individualmente (ouçam aúdio da Audiência ou leiam a transcrição da mesma aos 46min 26 seg)", isso (ação rescisória) poderá ser levado à Apreciação dos Ministros do STF por qualquer um dos dois que ganhar ou perder nas duas instância, TRT e TST (a alegação de que é muito difícil haver êxito na Ação Rescisória não se aplica a Estatal. Lembrem-se que tudo que aconteceu nessa processo principal era difícil de acontecer). O fato é que não importa quem ganha ou quem perde nas instâncias TRT e TST, eles levarão esse Processo ao STF e isso pode demorar década, para um desfecho final favorável a nós, ou contra nós.

   Tendo em vista que Enquadramento Salarial não seria discutido naquela reunião, mas nos Tribunais, foi que procuramos discutir a possibilidade de a Administração da Estatal fazer aos Trabalhadores o que já vem sendo feito aos Trabalhadores da AMAZUL e atenuar o estrangulamento vivido pelo Empregados da Estatal, até que essa lide trabalhista entre Estatal e Sindimetal Rio tenha um fim (ou que o PCS da FIA, realmente, venha ser discutido em Brasília pelo DEST/MPOG).

   O que não daria, Companheiros, seria estar naquela reunião, na impossibilidade de se discutir essa equiparação salarial tão sonhada pelos Empregados da Estatal, vendo o que já vem sendo feito na CTMSP e AMAZUL e não pedir o mesmo tratamento.

   Lembrem-se que nem a Juíza Gláucia Zuccari conseguiu obrigar a Administração da Estatal a equiparar o Piso Salarial dos Empregados da Estatal (confira a transcrição no link acima e a Resposta do Drº Medina ao Conselho da Juíza, na Audiência de Execução, em 23/09/2014, a equiparar os Salários dos Empregados da Estatal aos das Firmas terceirizadas pela Estatal, leia), nem as várias reuniões do Sindimetal Rio na Sede da Estatal com apoio e "intervenção" do Ministro Celso Amorim junto à Administração da Estatal e Comando da Marinha, contando a presença da Jandira Feghali (leia aqui), resolveram a questão salarial.

   Nessa reunião com o Almirante Mário, entendemos de forma subjetiva que a Emgepron está ali para servir à Marinha; entendemos que exigir aumento, em espécie (dinheiro vivo), nos nossos salários implicaria, na visão que nos fora exposta pelo Diretor do AMRJ, o mesmo que aumentar o valor que cada Navio da Marinha paga pela docagem no AMRJ e serviços feitos nos cais e atracamentos no AMRJ, uma vez que a fatura mensal pelos nossos trabalhos no AMRJ é paga pelo AMRJ (segundo o Almirante Mário, não há Orçamento "verba" vindo da União para esse mister).

   "Companheiros, convenhamos que esse tema (equiparação salarial) fugia completamente a capacidade de solução dos quatro homens que estavam ali, isso é caso de sentenças judiciais contra a Estatal".

   Coube a nós eu e outros três trabalhadores buscar o melhor caminho para demonstrar ao Almirante Mário que, se algo não for feito, os Empregados Públicos da Estatal não suportarão e a situação sairá do controle dos Trabalhadores, pois, "onde há fome, há revolta".

   Coube a nós, apresentar a ele que, se a Administração da Estatal olhar para os Empregados dela, tanto o AMRJ quanto a Estatal terão trabalhadores menos hostis e mais motivados, menos protestadores, com vontade de fazer Atos de Manifestações e Protestos dentro do AMRJ (como os que já estavam sendo feitos, antes do Almirante buscar, junto dos Trabalhadores, ser um mediador e levar nossos problemas a Administração da Estatal, leia), pois a vontade de qualquer trabalhador é sustentar sua família com dignidade e respeito.

    Agora, não sabemos qual será a resposta da Administração da Estatal ao proposto pelos Quatro Trabalhadores. Não podemos prever o que pensam os 12 Administradores da Estatal (leia a relação nas páginas 31 e 32) sobre o pedido de sobrevivência feita por nós, ou, mesmo, o que eles pensam sobre o fim desse arrocho com medidas simples de aumento da Cesta Alimentação do atual valor simbólico de R$ 56,00 para R$ 500,00 e a redução do valor cobrado pelo PAMSE (Plano de Saúde da Emgepron).

   Esses ajustes, embora não vindo em espécie, ou seja, dinheiro vivo, ajudarão os Trabalhadores a se organizar, até que essa luta judicial (Ação Rescisória e Ações Individuais que podem levar décadas nos tribunais tenham fim e, ou que PCS da FIA venha ser aprovado).

   Por não sabermos se haverá boa vontade da parte da Administração da Estatal de atenuar essa angústia causada pela baixa remuneração com a elevação dessa Cesta Alimentação de R$ 56,00 para R$ 500,00 e a redução com os encargos do Plano de Saúde, é que estamos planejando protestos. Lembro que esses ATOS serão desencadeados se houver recusa a proposta de pôr fim a essa angustiante situação vivida pelos Empregados da Estatal, pois os maiores Atos de Protestos feitos pelos Trabalhadores são as AÇÕES INDIVIDUAIS. Mas, e se essa Ação Rescisória levar anos ou décadas para ser julgada? Todas ações individuais estão ligadas a essa Sentença que a Administração da Estatal quer anular, torna-se evidente que temos de nos precaver projetando ATOS de Ruas, como Doação de Sangue e Protestos em Frente ao MPT e o proposto pelo xxxx (postagem abaixo).

   É nítido que a vontade dos Trabalhadores irem para rua é extremada pelo Arrocho Salarial que sofrem e entendemos que levará tempo para que esse problema seja resolvido, até que o PCS da FIA seja aprovado de fato.

   Havendo uma demonstração da Parte da Estatal, junto com o Diretor do AMRJ, Almirante Mário, em atenuar essa agonia que vivem os Empregados da Estatal, não há dúvidas de que haverá no AMRJ e demais setores (como FAJ, LFM e outros projetos), onde há Empregados da Estatal, a serviço da Marinha, trabalhadores mais confiantes na Administração da Estatal e no Órgão AMRJ, pois os Trabalhadores verão que há boa vontade em se resolver o que mais fere os Trabalhadores e suas respectivas famílias: O BAIXO SALÁRIO RECEBIDO e as consequências graves advindas daí.

    Companheiros, esperar que os quatro trabalhadores que estiveram na Reunião com o Almirante Mário (Diretor do AMRJ) trouxessem solução para a questão equiparação salarial com o Piso Salarial da CCT/SINAVAL, quando a própria Juíza Gláucia ordenou que o Sindimetal Rio pulverizasse os 1700 processos pelas 82 Varas do Trabalho no Rio de Janeiro, é entendível, mas seria esperar demais. Sim, tentamos logo no início da Reunião abordar esse ponto, quando o xxxxx Abordou o tema. Só que eu e os outros três trabalhadors tivemos essa percepção, quando iniciamos a conversa, que continuar batendo nessa tecla não nos levaria a lugar algum, por isso, fizemos o que pudemos. 

8 comentários:

  1. na boa alexandre nao ti entendo? voce acredita mesmo que esses militares da empresa e o almirante mario vao fazer isso? se eles quiserem ja tinha feito negao. pensa nisso. outra coisa. Esses ato que voces tao pensando e coisa grande. e preciso de muita gente pra chamar atenção voce acredita que aqueles medrosos das oficina do amrj e faj vao somar?

    cara e falo por mim. eu ate vou mas nao sei os outro. acho bom voces vê bem antes da gente passa aquela vergonha no trt que so 50 pessoa foi e os 1650 ficaram babando ovo da chefia. aqueles bando de pelegos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. nois nao somos pelegos nao rapas.a empresa nao ta obrigano voce fica nela nao.e so fala com as meninas da dp que voce que pedi demiçao.

      eu falei que os homem sao legal.eu falei que na empresa esse sindicato nao entra nao.falei que aquele sindicato la na sede so quer dinhero. e esses pessoal desse blog me chamo de anafabeto.eu sei das coisas rapas.so nao sei como esse rapas do blog ainda nao foi mandado embora.

      agente vai passa pro quadro sim.nao fas manisfetaçao nao gente.num precisa i pra rua nao.oque e nosso ta guardado.voces vao ve.esse rapas doblog e irresponsaveu.eu escrevi pra ninguem i na manifestaçao dele no arsenal mais ele nao mostrou meu cometario.mais falei com os pessoal e eles mi ouviu.os aulmirante sao legal.eles sente pena desse rapas cheio de divida mais ele nao pode ficar escreveno essas coisa.temque respeita os homem la decima

      Excluir
    2. Bem... Tudo que você fala sobre o Blog e o que escrevo aqui vêm de dentro do seu coração. Isso dá para sentir. Mas analfabeto você não é mesmo. Só um aviso: "não tente me passar por trouxa".

      Não caio nessa. Mas seu recado está dado.

      Excluir
  2. Ja fez doze dias da reunião de vocês com o número um do amrj e lhe pelo que estou acompanhando não deu nem sim nem não sobre a resposta da empresa. Isso só me faz lembrar quando ele disse prós verdinhos que em 2014 o salário da rapaziada ia melhorar e até hoje não vi um centavo na minha conta e não ouvi nenhum verdinho dizer que viu algum aumento de salário.

    Espera até o dia 2 e depois me diga. Eu vou meter o pe. Pra mim não dá mais. Na boa pra quem tá aguentando mais prefiro trabalhar numa oficina aqui fora do que ficar nessa empresa sendo enrolado pelo sindicato e pela empresa.

    ResponderExcluir
  3. otra coisa meu povu nao vao nessa doaçao de sangui nao.nao vao nessa passiata tambem nao.si aempresa nao e boa entao esses pessoal desse blog tem que pedi as conta e i pra uma empresa melhor.eu gosto di trabalha na empresa.ela eboa sim. ate da comida.da cafe di manhan e nao atrasanosso pagamento.si a gente trabalha direito a empresa da ate promoçao eu mesmo ja to com um salario bom porcausa das letriha.gente a empresa e boa.esse rapas desse blog que fica botano lenhia na foguera.os homem vao faze nosso pcs sim.temque cofia.

    gente bom carnavau e ate quintafera.quau empresa da isso. deixa agente ate quintafera em casa.so a emgepron mesmo.gente nao vamos ninguem nessa manifestaçao nao. a empresa vai melhora os salario dos pessoal.eu sei.

    ResponderExcluir
  4. Sem resposta... Sem dinheiro... Sem perspectiva...
    E ainda tenho de tentar ler as idiotices de algum lambe-botas, puxa-saco, frouxo e mau-caráter de marinha que fingi que é idiota e analfabeto funcional...
    Bom carnaval pra vocês...

    ResponderExcluir
  5. Galera se eles resolverem aumentar nossos salários irão tambem querer que a gente trabalhe. Melhor ganhar pouco e fingir que está trabalhando, nenhuma empresa tem tanta folga como essa, isso aqui é o paraiso.

    ResponderExcluir
  6. Eu juro que queria saber por que ainda deixam o analfabeto comentar

    ResponderExcluir

Quando um homem perde a fé em algo, ele perde a motivação de lutar por esse algo.

Devida situação atípica, os Comentários estão abertos.