Entenda a realidade na Emgepron.

Entenda a realidade na Emgepron.
Observem: Nesse Blog não há intenção de denegrir ninguém. A ideia é tornar pública as injustiças e estimular a luta por justiça. As referências feitas a pessoas são meramente por situações ocasionais e contextuais que ajudam ou, muitas das vezes, dificultam essa tão sonhada justiça, situações típicas de "ligar o milagre ao santo" que o praticou. O Blog se destina a crônicas, opiniões, desabafos e comemorações sobre a vitória dos Trabalhadores sobre a Injustiça.

DOCUMENTO PUBLICADO EM 23 DE AGOSTO DE 2014.

DOCUMENTO PUBLICADO EM 23 DE AGOSTO DE 2014.
DOCUMENTO DO 1° DN À PROCURADORA ISABELA TERZI DO MPT/ADMINISTRAÇÃO DA ESTATAL CONTRATOU O ADVOGADO DE 1 MILHÃO QUINHENTOS E QUARENTA E OITO MIL REAIS PARA ANULAR A SENTENÇA TRANSITADA EM JULGADO.

segunda-feira, 23 de março de 2015

Estatal convida SINTEC Rio e Sindimetal Rio para estarem na Sede da Estatal.

   A Administração da Estatal Emgepron convocou para amanhã, dia 24/03/15, os Sindicatos, Sintec Rio e Sindimetal (o Blog não sabe se outros mais sindicatos, além desses dois,  foram convidados pela Administração da Estatal) para discutirem pauta do Acordo Coletivo de Trabalho  (ACT).

   Segundo o Jurídico do Sindimetal, o
convite chegou até eles através de e-mail enviado às 9h46min do dia de hoje, 23/03/15, por Eliana, em nome da Estatal Emgepron.

   As reuniões com os dois Sindicatos acontecerão em horários diferentes, sendo a reunião com o Sindimetal no horário da manhã.


As famílias dos Trabalhadores sentem fome. Pedem o Mínimo de Justiça, ainda que os Trabalhadores, Pais de família, sintam medo de dizer isso.


Quase Um Milhão de Reais pagos à FIA (Fundação Instituto da Administração) para fazer um Simples Plano de Cargos  e Salários (PCS)...

Quase Um Milhão de Reais (R$ 894.450,00) para um serviço de apenas 9 meses... Só lembro que o PCS da AMAZUL foi feito pela FIA (Leia, pag. 12).


E o contrato dela com a Estatal acabou... Mas o trabalhador da Estatal nem viu a cor desse PCS.


 Seção IV da Lei 8666/93.


Na Contração do Escritório do Doutor Medina Maia (Loureiro Maia), a Estatal dispensou o valor global, assoviante, de R$ 1.548.000,00 (Um Milhão Quinhentos e Quarenta e Oito Mil Reais).

Lei 8666/93, art. 24, inciso VIII.

3 comentários:

  1. Deixo bem claro: Nas demissões que houveram FAJ (Fábrica de Munição da Marinha do Brasil), foram demitidos bons trabalhadores que foram pegos de surpresas com esse ATO demissional.

    Não descarto que dentre eles alguns pediram demissão, mas houve demitidos que não pediram e foram demitidos.

    As postagens abaixo sobre o tema é só um adendo ao que diz o TRT e STF sobre as Demissões Imotivadas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ta escrito la em cima do seu blog ESSE BLOG VOLTARÁ A INATIVIDADE, ATÉ QUE OS TRABALHADORES REAJAM A INJUSTIÇA QUE SOFREM.

      entao infelismente voce não vai escrever mais nada aqui porque na empresa so tem bunda mole.

      Excluir
  2. Ainda não entendo o que o SINTEC tem haver com isso!

    ResponderExcluir

Quando um homem perde a fé em algo, ele perde a motivação de lutar por esse algo.

Devida situação atípica, os Comentários estão abertos.