Entenda a realidade na Emgepron.

Entenda a realidade na Emgepron.
Após descontar para União R$ 4.665.000,00 + retirada do lucro R$ 863.552,16 em forma de reserva legal (termo contábil) dos R$ 17.271.043,32. A Estata Federal, após descontos, recebeu autorização da Fazenda Nacional e do DEST para usar o valor líquido de R$ 11. 742. 491, 16. / Salário/mês de Diretores que exercem cargos em comissão na Estatal Emgepron: R$ 20.400,00 / Salário/mês, bruto, pago aos Empregados Públicos Federais: R$ 856, 00; incidindo os descontos e impostos previstos em lei no salário desses profissionais, o rendimento cai para R$ 700, 00 (líquidos), não havendo adicionais que acrescentem quaisquer valores ao salário desses profissionais públicos concursados, o que empobrece o poder de compra no salário desses profissionais. Esse arrocho salarial tem levado a vida dos trabalhadores ao caos social. / Há um abismo enorme na distribuição de renda na Emgepron e exigimos que haja JUSTIÇA!!!

segunda-feira, 22 de julho de 2013

Ao vice-almirante Marcelio Carmo de Castro Pereira, meu desprezo ao senhor e a hipocrisia que o senhor representa nessa farsa que o Senhor monta ao fingir-se negociar a Situação dos Trabalhadores.

Ao vice-almirante Marcelio Carmo de Castro Pereira, em nome desse Metalúrgico da Emgepron, cuja história será relatada logo abaixo e cujos filhos pequenos não têm o que comer, até que chegue o dia 1º de cada mês, quando receberá o seu pagamento de um pouco mais de R$ 600,00 líquidos, meu desprezo ao senhor e a hipocrisia que o senhor representa, nessa farsa que o Senhor monta ao fingir-se negociar a Situação dos Trabalhadores.

Cliquem nas fotos para lerem o conteúdo

_ Estou aqui almoçando e não sei o que meus filhos estão comendo agora... O companheiro abaixou a cabeça e continuou: _ Saí de madrugada e não tinha nada para eles comerem em casa.


O companheiro da cena acima, abaixou a cabeça e se recusou a continuar a refeição, entrando em um estado de choro silencioso, se levantando, saiu do refeitório.


Esse trabalhador é um profissional concursado, tem sua carteira assinada por uma Empresa do Governo Federal que está a serviços da Marinha de Guerra do Brasil.

Esse Trabalhador, assim como todos nós, está no limite de sua resistência psicológica e moral... Então vem um deles (nossos inimigos, eles estão contra nós, leia os textos com entendimento e chegarão a essa conclusão) tripudiar em cima da desgraça desse trabalhador cuja fala descrevi o mais fielmente possível, dizendo que tudo continuará como dantes porque ele conseguiu enviar seu AIRR à Brasilia (TST).

19 comentários:

  1. Eu sei o que é isso até porque eu passo porisso tambem. muitas veses saía para trabalhar sem poder deixar nem um pão dormido para minha filhas de 6 e 2 anos. arrumei outro emprego e saí daí. quer saber não adianta voces lutar voces tem que sair par outro trabalho como eu fiz.

    ResponderExcluir
  2. p/ Anonymous

    Sair eu até entendo e compreendo pois, muitos fazem isso na medida do possível dentro da empresa seja ESTUDANDO ou ARRANJANDO outro emprego o q nessa altura do campeonato, qualquer outra EMPRESA TEM UM SALÁRIO DIGNO independente do tipo de PROFISSÃO assinada em sua Carteira de Trabalho.

    Agora vc dizer q não adianta lutar??!
    DISCORDO TOTALMENTE.
    Até porque eu quero q essas pessoas q estão fazendo isso com os trabalhadores paguem tudo... E que se possível saiam presas ... PRINCIPALMENTE ESSE ELEMENTO AÍ DA FOTO.
    Eu não entendo como um sujeito desse coloca a cabeça no travesseiro na hora de dormir sabendo q existe familias passando fome, enquanto ele e sua corja bebendo e comendo naquele ELEFANTE BRANCO (prédio) levantado dentro da ILHA DAS COBRAS em menos de 1 ano.
    Esse mesmo sujeito com a CARA + LAVADA DO MUNDO recebendo medalhinha ...Queria ver ele receber esta medalha pessoalmente da DILMA dentro do AMRJ com os trabalhadores da EMGEPRON presente.

    O ano está acabando... A justiça demorando ... E os trabalhadores sofrendo... Até quando?

    Até quando eu não sei... Só sei q estou fazendo o meu papel, seja indo no sindicato, seja indo na porta do TRT , seja estudando e seja do meu geito mandando akela cambanda de milicos pra ekele lugar e se não gostarem, ME MANDEM EMBORA... PEDIR DEMISSÃO JAMAIS... NÃO ESTÃO SATISFEITO COM MEU RITMO, PHODA-SE ... ME MANDEM EMBORA.

    DESCULPEM O DESABAFO + PRA BOM ENTENDEDOR UM PINGO É LETRA.

    AGRADEÇO A MODERAÇÃO DO BLOG E CONTINUE NESSA LUTA.

    PREFIRO MORRER LUTANDO DO QUE ABANDONAR O BARCO COMO UM COVARDE.

    ResponderExcluir
  3. Companheiro, estou aí, na luta em busca de direitos garantidos que não estão sendo respeitados pela Diretoria da Emgepron; meu maior prazer pessoal é ver os companheiros debatendo aqui no blog ou nos embates na hora do café da manhã ou no almoço naquele rancho, se articulando, buscando o meio que justifique os fins para que sejam alcançados nosso objetivos em comum e particulares.

    Nossas vidas como profissionais e de nossas famílias estão em jogo. Nós, ou a maioria de nós, não batemos na porta da Emgepron pedindo Emprego, não burlamos a lei e estamos na condição de cargo comissionados que lesam o direito legal de contratação por concurso público, ou seja, não entramos pela porta dos fundos, muito pelo contrario, demostramos perante as leis que regem as contratações públicas que temos competência disputando as vagas com milhares de outros candidatos, peitamos o sistema legal e entramos por méritos; temos direitos legais que não estão sendo respeitados pela diretoria da Empresa Pública Gerencial de Projetos Navais e eu não aceito isso de forma alguma. Quem conhece o DEST sabe que o orçamento para pagamento dos empregados públicos de todas Empresas Públicas advém de planejamento anterior, muito anterior ao pagamento em folha, a grana estava liberada e nossos salários tinham que ser reajustados pelo IPCA, recusamos aquele acordo FAJUTO proposto pelos advogados da Emgepron e nossos salários continuam com o poder de compra pífio como sempre esteve. Para agravar ainda mais essa situação, para quem possui o PAMSE (plano de saúde da Emgepron) terão que devolver, de uma só vez (sem piedade ou parcelamentos como é do carácter dessa diretoria que a controla a Empresa do Governo Federal), o desconto retroativo ao reajuste salarial a janeiro.

    Apoiaria uma greve, ainda que parcial, só com aqueles que realmente militam pela causa, mas uma greve que cause tanto barulho ao ponto de despertar e força da mídia à jogar matérias sobre o assunto no horário nobre por muito tempo; isso sim iria fazer algumas raposas felpudas que tomam conta do galinheiro se mexerem em suas cadeiras confortáveis e acolchoadas.

    Divulguem o blog, estamos na luta.

    ResponderExcluir
  4. Não basta fazer greve. Tem que parar a Av. Rio Branco ou a 1º de Março.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. para rua não vai fazer emgepron aumenta nosso salario não amigo!
      tem q para o AMRJ e a FAJCMC !


      Excluir
    2. Quando disse que não adianta lutar é porque a emgepron é muita esperta. eu acho que se voces conseguir emprego melhor porque vai ficar sofrendo? mas vcs tão certo, o moderador do blog também esta certo é sacanagem o salario que paga pro pessoal da emgepron. eu acompoanho as noticias da emgepron porque tenho um processo na justiaça e se sair o dissidio eu vou pedir minha parte eu trabalhei aí quase uma ano.

      Excluir
  5. TEM Q COLOCAR NA JUSTIÇA MESMO.
    TEM Q COLOCAR TODOS ESSES COVARDES NA CADEIA.
    CHEGAMOS EM NOVEMBRO E DAQUI A POUCO É NATAL E MAIS UM ANO ENTRANDO E A CORRUPÇÃO E A LAVANGEM DE DINHEIRO ROLANDO DENTRO DESSA EMPRESA PÚBLICA DE FAIXADA.

    ResponderExcluir
  6. os canais de televisão, policia civil, federal etc sempre acham coisas eradas e prendem os culpados!
    pq sera q nunca acham algo na emgepron?
    sera q tem minitro e presidente ganhando algo por traz disso?
    só nós da emgepron q enxergamos as coisas errada?

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. tem coisa que não devem ser postado aki!
      vc começou seu argumento bem e estragou quando falou em quebra-quebra!
      estamos aki para querer justiça e não para fazer justiça como esta q vc citou!
      vamos tomar cuidado com oque postamos no blog!

      Excluir
  8. Companheiro, não sei qual é a sua, sinceramente não sei; eu estava lá, enfrente ao TRT, quando aquelas senhora, dona Eliane advogada da Emgepron fez menção a uma postagem como está que ela considerou como ameaça pessoal a ela.
    Estou no trânsito, por isso não posso apagar sua postagem que recebi, agora, por celular, nesse exato momento, aparei assim que chegar ao local e acessar o PC.
    Ressalto aqui que esse blog tem por objetivo único acompanhar e publicar a luta dos metalúrgicos da Emgepron, alguns desabafos e ódio mal contido contra as arbitrariedades cometidas por essa diretoria e seu corpo jurídico postados nesse blog eu até entendo, mas seu comentário, não é de forma alguma aceitável aqui, embora vejo lógica no seu argumento. Caso o companheiro queira conversar comigo, mande um e mail válido para metalurgicosdaemgepron@yahoo.com.br, terei o maior prazer em contatá-lo pessoalmente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, só uma coisa, não estamos falando de justiça justa, mas de uma empresa que burla a justiça, e me filia em sindicato de autônomos para sonegar direito que você mesmo postou várias vezes aqui, que me paga uma salário de fome enquanto arrecada bilhões, que está cheia de capitão da marinha em cargos de confiança, cheia de peixinho em cargo de comissão, ok? Pare para pensar nisso: Sem luta não existe vitória. se os funcionários da emgepron esper justiça é melhor esperar sentado. o comentário que você apagou pode dar certo, mas uma cabeças tem que ir para a degola, o sacrifício é necessário esse é o melhor lugar para expressar minha idéia. Mas se você "moderador" pensa que vou ficar escrevendo que agente tem que para a rio branco ou fazer greve dentro do arsenal, não posto mais nada, isso é piada, nunca deu certo e as pessoas que estão de carro? Que tem compromisso urgente, estão socorrendo alguem, o direito de ir e vir que esá na lei, as pessoa não tem nada a ver com a merda de salario que a emgepron paga para gente, mas militar da foto tem, a união tem culpa tambem. Não vou enviar e mail nenhum para você. Só ajude agente na luta, os fins justificam os meios, não é isso que você postou no seu comentário?

      Excluir
    2. Companheiro, compartilho com você desse raiva e ódio contra tudo que essa diretoria fez e está fazendo conosco, sou solidário à você. Mas essa não é minha linha de pensar, não considero a "violência um meio que justifique o fim". De fato, o Companheiro tem toda razão, o jurídico da emgepron pode sim empurrar esse processo por longos anos a fio, apoiados pela AGU, mas não concordo com seu pensamento central que a justiça não virá sem o força uma reação violenta da parte que está contra nós; basta uma pesquisa simples pelo google e verá que empresas públicas mais respeitáveis que essa Emgepron controlada pelos militares da Marinha já sucumbiram no STF; algumas, honradamente, não insistiram em Agravo após Recurso de Revista denegado como essa empresa pública em que ambos trabalhamos Cpenso eu).

      Aconselho o companheiro abrir um blog como este, não é difícil, e compartilhar de todos seus projetos de ação que você postou no outro comentário que foi apagado por mim.

      Não adianta a luta contra nós mesmos.

      Vamos vencer.

      Excluir
    3. Alguém sabe dizer se a Amazul já está funcionando? Sabe dizer se vai ter concurso ou os trabalhadores da Emgepron vão passar para o quadro da AMAZUL?

      Excluir
    4. PELO QUE SEI SOMENTE OS SERVIDORES DE SÃO PAULO IRÃO PASSAR PARA A AMAZUL.

      Excluir
  9. AMAZUL?!? OUTRO CABIDE DE EMPREGO PRA MILITAR DESOCUPADO OPS, "REFORMADO".

    ELES JÁ MAMAM NOS VERDES AGORA QUEREM MAMAR NO AZUL.

    SE VÃO PASSAR PARA O QUADRO EU NÃO SEI AGORA, NÃO PROCURE UM QUADRO DENTRO DE UMA SALA DE AULA E COMECE A ESTUDAR PRA VOCÊ VER O SEU DESTINO DENTRO DESSA LAVAGEM DE DINHEIRO DENTRO DA MARINHA DO BRASIL........

    LEMBRO MUITO BEM DESSE EPISÓDIO NA QUAL AQUELA ADVOGADA SE FAZENDO DE VÍTIMA NO DIA QUE FOMOS NA PORTA DO TRT.... POR QUE ELA NÃO FOI LÁ EM BAIXO CONVERSAR COM OS TRABALHADORES COMO O COMPANHEIRO ARGUMENTOU!?!

    A REVOLTA DO COMPANHEIRO Anonymous A PONTO DE QUERER SERMOS RADICAL EU ATÉ ENTENDO.
    ESSA É A DIFERENÇA DO BRASIL DE MUITOS PAÍSES DA EUROPA VIDE "GRÉCIA" INCLUSIVE DA AMÉRICA DO SUL COMO CHILE E ARGENTINA.

    SOMOS OMISSOS MESMO..... AQUI NO BRASIL TODO MUNDO CAGA , COSPE E FICA POR ISSO MESMO....

    ALGUÉM AQUI JÁ OUVIU FALAR NA REVOLTA DA CHIBATA???
    E MAIS UMA VEZ DEIXA QUIETO E DEIXA ARDER.


    ResponderExcluir
  10. Em primemeiro lugar gostaria de parabenizar a INICIATIVA de quem criou o BLOG,é de pessoas com esse espírito de EFETIVA luta que precisamos para formar uma verdadeira coesão de trabalhadores em busca dos direitos. Apenas iniciativa!, mover-se, e nada mais.
    O que vou discorrer pode machucar muitos,porém como diz o ditado: NO PAIN NO GAIN (sem dor não há vitória). Trabalhei na "emgepron" por pouco mais que três anos, não a conhecia nem de nome, fiz concurso passei e criei grandes expectativas. Fui oriundo da usinagem por mais de 20 anos, mas nos últimos 6 anos me inserí na montagem industrial,(obras em plantas de petróleo,tubulação,caldeiraria etc...). O início na "emgeprom"causou-me grande impácto. Conviver com o ócio de grande parte dos trabalhadores "TECNOLOGIA MILITAR" e por conseguinte a nossa subjugação profissional. Nunca tinha testemunhado algo parecido em toda a vida. A "emgeprom" mostrou-me o lado tosco e déspota das instituições públicas, inclusive o último concurso para RJU ilustra bém essa atmosfera, onde a isonomia passou longe. Se pararmos há pensar, nós retroalimentamos esse ciclo de tirania na emgepron. Veja!, em qual lugar se trabalha afrouxadamente como na "emgepron"? a pressão profissional,comum, nas empresas privadas não ocorre na "emgepron". Controle de qualiade ,performance, alta produção,qualificação, demissões etc., (as demissões na "emgepron são retaliações, não tem haver com o processo produtivo, mercado e etc.) O homen tende a se afastar das "pressões " da vida, e isto esta empresa percebeu,ou seja, por mais que se pague um salário de fome, a acomodação dos trabalhadores motivada pela esperança de uma possível passagem para o quadro RJU , ou qualquer outro argumento de melhorias falam mais alto. O funcionário da "emgepron" é o grande culpado por parte dessa situação, quando não tem iniciatva, quando não se une, quando aceita "cargos" (cachimbo), quando "confraterniza" no lespan o grande ano que se passou, quando faz pose para fotos recebendo kits, quando aceita a postura de ócio do RJU e trabalha por ele. Enfim é óbvio que não se pode generalizar,porém a fração daqueles que não coadunam com tal postura é ínfima. Nessa dura análise que faço percebo que o tempo de casa na "emgepron" é fundamental para se explicar tal conduta. O tempo é inversamente proporcional ao ímpeto de mudança, ou seja, quanto mais "velho de casa" menos potencial de inciativa. Fatores como idade avançada, baixa escolaridade dentre outros contribuem para tal. Para estes trabalhadores, mais tempo vinculados, o bom senso diz que, mais do que nunca, eles devem mudar seus paradigmas e perceber que a única saída é a UNIÃO entre todos. Tem que se unir ,participar, enfrentar, não tem jeito. O pedido de demissão de um trabalhador com mais de 4 anos não é aconselhável,salvo algo que justifique.
    Aos trabalhadores com menos tempo de vínculo empregatício, devem repensar o seu papel de homem livre, livre para mudar pra melhor, estas circunstâncias não podem lhe prender. Faça concursos, mude de emprego,apenas mude o rumo de suas vidas, é difícil, mas no final tudo se encaminha, rompa com a inércia, mova-se, sua família não aguenta mais compartilhar deste sofrimento com você. Reflitem sobre isso.

    Minha mensagem final é, que independente de qualquer coisa, meu intuito é apenas um:
    que todos,sem excessão, sejam felizes em suas jornadas. Que não desistam de seus sonhos,jamais, e que se aliem a sensatez e a coragem para seguirem em frente, e que todos,independente de idade ou tempo de casa, são livres para mudar. Mudem!

    ResponderExcluir
  11. O que o amigo descreveu aí em cima foi nada + e nada - que a PURA REALIDADE dentro da EMGEPRON.

    Sairia muito bem pegar o texto dele e espalhar por todo o ARSENAL DE MARINHA.

    Iria ser um TAPA NA CARA de muitos ali.

    PARABÉNS.

    ResponderExcluir
  12. Sou do AMRJ 19
    Ainda acredito que agente não deve olhar pros lados não. Quando o movimento de manifestação acontecer; quando chegar a hora; não devemos ter medo. Temos que partir para cima deles com tudo, não temos nada ou quase nada a perder, a demissão é lucro depois a gente ainda processa eles por perseguição ideológica. Não tem outro jeito não. Teve um companheiro que falou em luta, temos que lutar, cabeças vão rolar, isso é inevitável, até numa guerra tomba gente dos dois lados.
    Durante o café da manhã, no almoço, dentro da oficina agente tem que começar o movimento de revolta. Tem muita cara nova na emgepron, uma rapaziada que ainda não se adaptou àquele ambiente de inércia, uma rapaziada revoltada, temos que começar por aí. O companheiro do Blog pode ajudar nisso, nós só temos que confiar uns nos outros, planejar e executar nossos planos.
    O que temos nós temos a perder? Um emprego numa empresa que sacaneia o pessoal dela mesma? Que não valoriza seu próprio pessoal? Se liga. Vamos agir, não acreditem em Sassá Mutema de Sindicato não, o que é deles já é deles, e nós? Se agente não agir, ano que vem vai ser mais um ano que vai embora, como tantos anos, levando nossas esperanças de reconhecimento profissional.

    ResponderExcluir

Posso não concordar com uma só palavra sua, mas defenderei até a morte o seu direito de dizê-la.

(François Marie Arouet , o Voltaire.)
****************************************************************************************

Em respeito aos Companheiros que vem comentando nesse Blog ao longo desse anos: As configurações para comentários somente permitem comentários de pessoas com e-mail Gmail.

Comentários vazios, ameaças, que denigram pessoas não serão postados.

Peço a Compreensão.
****************************************************************************************

O autor desse Blog não se responsabiliza pelos comentários aqui postado. As consequências dos comentários postados aqui são de inteira responsabilidade de quem os escrever.

Notícias do Blog Metalúrgicos da Emgepron

Loading...